RODOCINE e a missão de levar sonhos em todos os cantos do Brasil.

 

“Esse foi o melhor dia de minha vida”, dizem as crianças depois das sessões no RODOCINE.

Pouca gente imagina o encantamento de uma população inteira ao ver chegar na cidade o “cinema sobre rodas”. Isso mesmo, esse projeto/PROAC está desafiando todas as dificuldades e levando dentro de carretas o melhor das salas de exibição. Nos últimos seis anos, o RODOCINE traz números extraordinários: 400 cidades visitadas e 300 mil pessoas beneficiadas com filmes de grande bilheteria, tanto nacionais como estrangeiros. “Apresentamos até seis sessões por dia, inclusive em 3D. Oferecemos 77 poltronas, ar-condicionado, imagem digital, acessibilidade, além de pipoca e refrigerantes. Uma festa para muita gente que nunca viu cinema na vida”, comemora Ernaldo Santini, responsável pelo RODOCINE. Ele conta que, em algumas cidades mais distantes, a equipe é recebida pelo prefeito e pelo padre. “Se a primeira sessão começa às oito da manhã, a fila já se forma no fim da madrugada”, conta o produtor. Segundo pesquisa do Ministério da Cultura, existem apenas três mil salas de cinema do Brasil e – quase a totalidade delas –  está entre São Paulo e Rio de Janeiro. Portanto, maioria dos brasileiros não tem acesso a arte nas telas. Nesse momento, o cinema itinerante está a caminho do centro-oeste do país para visitar 35 municípios brasileiros, levando sonhos e alegria.

 

Compartilhar