fbpx

Compartilhar

Via Vida – Pró-doações e Transplantes

via-vida

A VIAVIDA teve sua criação, no meio de uma família, impotente diante do sofrimento de um filho adolescente, sem que houvesse um doador familiar compatível para doar o órgão necessário. Assim, a conseqüente entrada na lista de espera desse filho foi muito dolorosa; a impotência de uma mãe por não ser compatível para doar ao filho foi, é indescritível, e torna-se terrível diante da angústia da espera na lista, sobre o que não existem palavras a dizer que a simbolizem, que expressem esse sentimento…

Na ocasião, final de 1998 haviam sido notificadas 156 mortes encefálicas (ME) à Central de Transplantes, resultando em 65 doadores efetivos e 306 transplantes e, no inicio de 1999, esperavam por um órgão 2.300 doentes. Ao começar a luta pela Causa da doação de órgãos e tecidos, com a proposta de mudança cultural no Estado, a entidade teve sempre como foco a diminuição da lista de espera, ou melhor mais pessoas doentes tendo a possibilidade de acesso a cirurgia tão aguardada.

Iniciado o trabalho, houve imediata integração de familiares de outros em lista de espera, simpatizantes da Causa, e de pessoas que exerciam voluntariado, através de convênio com a Parceiros Voluntários, e posteriormente, com o programa do SESC para voluntários. No ano 2000, em 29 de junho, aconteceu a Fundação Oficial da VIA, e o trabalho iniciado já tinha como resultado o aumento de 30%, elevando para 86 efetivos doadores – 34,4% das 250 notificações de ME na Central de Transplantes, elevando para 664 o número de transplantes no RS. Cada doador equivalia a 7,72 transplantes.

Desde então, as ações sociais tiveram ativa participação do voluntariado de Porto Alegre e de algumas outras cidades. Esse é o grande destaque – uma equipe de voluntários integrada entre si e dedicada à Causa da doação de órgãos e tecidos, bem como à ações sociais de apoio a pessoas em lista de espera e transplantadas.

 

via-vida-cabeçalho

 

Agosto 2018

             HOSPEDAGEM – Janeiro a junho 2018
Meses Jan Fev Mar Abr Mai Jun Total

Hospedes Pacientes

22 27 19 17 22 22 129
Acompanhantes 23 29 20 18 22 23 135
Hóspedes/mês 45 56 39 35 44 45 264
Atendimentos/mês 593 490 504 579 557 520 3.243

 

Durante os 6 primeiros meses deste ano foi prestado um total de 3.243 atendimentos na Pousada, sendo que a capacidade máxima mensal é para 600 atendimentos para 20 pessoas/dia. Desde o início da Pousada, de janeiro/2004 a junho/2018 foram prestados 56.661 atendimentos.

 

 

 

 

 

 

 

 

Junho 2018

Projeto Hospedagem na Pousada Solidariedade II

Casa de hospedagem para pessoas doentes em lista de espera por um órgão ou tecido para transplante, ou no pós, em recuperação ou ainda em revisão pós-transplante. Atende preferencialmente crianças e jovens, originárias de famílias de baixa renda, buscam abrigo em Porto Alegre, oriundos de outras cidades para realizarem tratamento. Enquanto hospedados na Pousada VIAVIDA, os hóspedes desfrutam momentos de apoio e lazer, oficinas e aulas de informática, além das festas comemorativas, como aniversários, Páscoa, Dia das Crianças e Natal.

A VIAVIDA oferece para empresas e pessoas parceiras contrapartida aos investimentos nos projetos sociais da entidade: – banner da empresa parceira nos eventos VIAVIDA, – possibilidade de impressão do logo em flyers, banners, etc…; – citação em entrevistas na imprensa, – logo no site e link para o do parceiro e vice-versa; – demais itens que possam ser acordados previamente, como palestras aos funcionários sobre prevenção de doenças, promoção da saúde, doação de órgãos e tecidos, participação em SIPAT, Semana da Qualidade de Vida e/ou outros.

 

Público e Justificativa

Pessoas, prioritariamente crianças e jovens, em situação de pré e pós-transplante, originários de famílias de baixa renda, que se encontra em tratamento nos hospitais transplantadores de Porto Alegre

Este empreendimento tornou-se necessário devido Porto Alegre constituir um grande centro transplantador no País, com vários hospitais a realizarem transplantes de órgãos e tecidos, e nenhuma casa de apoio para doentes de baixa renda que demandam a cidade com tal propósito. A iniciativa veio preencher uma lacuna há muito sentida por famílias que sem tal iniciativa não poderiam ter acesso a tal tratamento. Esse é o motivo do atendimento prestado na Pousada. Para que ele aconteça é preciso mais parceiros, mantenedores, para o suporte financeiro das despesas mensais, com recursos humanos, materiais e serviços.

A Diretoria preocupa-se por deixar, por muitas horas, o trabalho de divulgação da Causa, que é o foco de sua missão, para buscar recursos destinados a manutenção da casa de passagem. No entanto, é por demais gratificantes a todos voluntários o fato da Pousada Solidariedade possibilitar a crianças e jovens uma nova vida, com novas perspectivas, correndo e brincando com saúde, estudando e, assim como aos adultos, retomando uma vida laborativa e social.

Este quadro mostra a necessidade de continuidade do funcionamento da Pousada, bem como a busca dos recursos necessários para tal empreendimento.

 

Cuidado para uma Nova Vida

Ao começar a luta pela Causa da doação de órgãos e tecidos, com a proposta de mudança cultural no Estado, a entidade teve sempre como foco a diminuição da lista de espera, ou melhor mais pessoas doentes tendo a possibilidade de acesso a cirurgia tão aguardada. Iniciado o trabalho, houve imediata integração de familiares de outros em lista de espera, simpatizantes da Causa, e de pessoas que exerciam voluntariado, através de convênio com a Parceiros Voluntários, e posteriormente, com o programa do SESC para voluntários. No ano 2000, em 29 de junho, aconteceu a Fundação Oficial da VIA, e o trabalho iniciado já tinha como resultado o aumento de 30%, elevando para 86 efetivos doadores – 34,4% das 250 notificações de ME na Central de Transplantes, elevando para 664 o número de transplantes no RS

Cada doador equivalia a 7,72 transplantes. Desde então, as ações sociais tiveram ativa participação do voluntariado de Porto Alegre e de algumas outras cidades. Esse é o grande destaque – uma equipe de voluntários integrada entre si e dedicada à Causa da doação de órgãos e tecidos, bem como à ações sociais de apoio a pessoas em lista de espera e transplantadas. Com o projeto “Cuidado para uma Nova Vida”, buscamos exatamente a melhora dessa espera no pré e pós operatório.

 

Compartilhar