fbpx

Compartilhar

Lona de Cultura e Arte – Rouanet

lona-4

 

O Projeto Lona de Cultura e Arte foi criada no ano de 2013, inspirado nas trupes circenses, tendo como referencia as lonas culturais do Rio de Janeiro, instaladas em vários bairros, e que oferecem uma variada programação artística para os moradores do município de espetáculos cênicos, integrados com música instrumental.

A realização do projeto numa lona de circo remete a essência desta manifestação artística, sua singularidade, popularidade e itinerância, e funciona como um equipamento que cria um circuito num município que não possui equipamentos culturais como teatro e centro cultural, valorizando e aproveitando os artistas locais, gerando um fortalecimento da cadeia criativa cultural estadual e a valorização maior de suas produções, ampliando o mercado de trabalho para artistas e técnicos, além de promover as comunidades onde é realizado, reforçando a autoestima e abrindo-se a possibilidade de transformação das realidades locais.

Já foram realizadas 09 edições do projeto em bairros carentes de acesso a equipamentos e atividades culturais, em parceria com a prefeitura da cidade de Serra, atingindo um publico estimado em mais de 30 mil pessoas. Esta nova edição possibilitara que cerca de 20 mil pessoas sejam impactadas diretamente pela programação de espetáculos e animação cultural e recreativa aberta a todos, garantindo não só o divertimento das crianças, mas como também o clima e ambiente familiar ao evento.

 

JULHO 2018

 

O bairro Feu Rosa, localizado na cidade de Serra – ES,
recebeu nos dias 20, 21 e 22 de julho/18, o Projeto Lona de Cultura e Arte.

Nesta edição, o projeto firmou parceria com o Festival Origraffes – Original Graffiti Espírito Santo, realizado há três anos no Bairro Feu Rosa, que integrou a programação artística do projeto. O local de concentração das atividades do festival, é na praça central do bairro e foi criada uma estrutura de tendas, em formato circular, mantendo o conceito de picadeiro circense do projeto.

As tendas e o espaço foram decorados com elementos lúdicos para uma perfeita ambientação cenográfica. A parceria com o Origraffes, foi extremamente benéfica para ambos os projetos, pois foi potencializada a programação artística, com apresentações teatrais, circenses, dança, oficinas artesanais para todas as idades, shows musicais, batalhas de MC’s, break e Slan poesia, conjugado com os graffitis que se espalharam por todo o bairro.

 

 

A participação do público foi intensa, com média de 600 pessoas de todas as faixas etárias, nas oficinas culturais, além de 140 artistas de vários estados do país. Já nos shows musicais e demais atividades artísticas, a média de participação do público foi de 6.000 pessoas durante os três dias de realização do evento.

O projeto em conjunto com o Origraffes, teve uma grande repercussão na mídia, com reportagens em vários jornais e cobertura de telejornal de maior audiência no estado. Todo o material de divulgação, como: Cartaz, folder, panfletos, carro de sonorização volante e outdoor, foram amplamente utilizados para atrair o máximo de público para o evento. O bairro Feu Rosa não possui nenhum equipamento cultural, e neste sentido, o projeto alcançou seu objetivo de levar atividades culturais para regiões periféricas que não têm acesso à produtos culturais.

 

 

 

JÁ REALIZADO

 

Data: 20, 21 e 22 de julho de 2018
Horário: 10 às 22 horas
Local: Praça de Feu Rosa

LONA DE CULTURA E ARTE é um projeto de circulação cultural com apresentações gratuitas em todas as faixas etárias, numa ação de descentralização e acesso da população à arte, destacando os artistas e grupos representativos artísticos dos locais onde é realizado.

O projeto cria um circuito de apresentações, principalmente em locais que não possuem equipamentos culturais, consolidando-se como uma alternativa de política pública de cultura, de formação, gerando um fortalecimento da cadeia criativa cultural estadual e a valorização maior de suas produções, ampliando o mercado de trabalho para artistas e técnicos, além de potencializar as ações do projeto, incidindo-as sobre a comunidade: reforçar laços e a conquista de autoestima sobre o lugar de cada um na rua, no bairro, na cidade, abrindo-se à possibilidade de transformação das realidades locais.

Já foram realizadas 09 edições do projeto em bairros carentes de acesso a equipamentos e atividades culturais, atingindo um público estimado em mais de 30 mil pessoas.

ORIGRAFFES – ORIGINAL GRAFFITI ESPÍRITO SANTO é um encontro que reúne artistas urbanos locais e nacionais, com intuito de realizar pinturas colaborativas. Na programação do festival haverá pinturas simultâneas, batalha de MC’S, batalha de breaking, batalha de caligrafia, workshops, bate – papos e apresentações musicais.

O projeto surgiu em 2016 pelo simples ideal da partilha e a vontade de movimentar a cena da Arte Urbana Capixaba. O projeto vem para sua terceira edição, contando com a presença de mais de 140 artistas de 15 estados, proporcionando a comunidade 3 dias de imersão nesse grande universo.

 

 

PROGRAMAÇÃO

Sexta – Feira – 20/07/2018

9h – Credenciamento dos artistas e distribuição dos kits
Início GRAFFITI
11h – Inscrição para batalha de break
14h – Continua GRAFFITI
17h – Início da batalha de break – DJ Jota
18h – Término da batalha de break – DJ Jack
18h – Inscrição para batalha de MC’s
19h – Início das batalhas de MC’s
19h – Apresentação musical grupo LARGANDO VERSOS
20h – Retorno da batalha de MC’s
20h30 – Apresentação musical GRUPO ANOMIA
21h – Retorno da batalha de MC’s

Sábado – 21/07/2018

10h – Apresentação trupe circense ACADEMIA DE SONHOS e BANDA FANFARRA, oficina RECRIARTE (mandala, mosaico, pintura de rosto, catavento, reciclagem de material pet/artesanato infantil)
Início GRAFFITI
14h – Continua GRAFFITI
15h – Oficina e apresentação teatral ACADEMIA DE SONHOS
16h – Apresentação circense MANDRAKEON
17h – Início das semifinais e finais da batalha de break
18h – Término das batalhas de break/ Discotecagem DJ Jota
19h – Apresentação musical LOUIS E RODOLF BEAT BOX
19h30 – Semifinais e finais da batalha de MC’s
20h – Apresentação musical grupo SUSPEITOS NA MIRA
21h – Retorno da batalha de MC’s
21h30 – Apresentação THIAGO ELNIÑO – Atração Nacional
22h30- Retorno da batalha de MC’s (final)

Domingo – 22/07/2018

10h – Início GRAFFITI
14h – Continua GRAFFITI
15h – Apresentação de dança/break
19h – SLAM BOTOCUDOS – campeonato de poesias faladas

 

 

JUNHO 2018

A 1ª edição do Lona de Cultura e Arte pela Lei Rouanet, poderá ocorrer no dia 21/07 em consonância com a Prefeitura da Serra e com os patrocinadores.

 

Justificativa

O principal motivo para a realização do projeto itinerante Lona de Cultura e Arte, e ser uma iniciativa inédita no Estado do Espirito Santo, de cunho totalmente popular, numa estrategia de difusão cultural, aliada a um processo de descentralização e disponibilização de novos equipamentos culturais. Outros motivos detectados são a extrema carência da população de ter contato com o teatro e a dança, além de música de qualidade, principalmente instrumental e erudita, ampliar o acesso da população a fruição de bens culturais, fomentar atividades culturais afirmativas, formar publico para as artes cênicas, apoiar atividades culturais de caráter inovador ou experimental e gerar trabalho para os artistas e técnicos do estado.

A necessidade do uso do mecanismo de incentivo a projetos culturais para a realização do projeto, esta alicerçada no direito de acesso a cultura, pois e totalmente gratuito e não visa a obtenção de nenhum tipo de lucro, no intercâmbio de informações, e na construção de uma dinâmica que envolva apresentações teatrais, de dança e de música instrumental, na geração de trabalho para artistas e técnicos, além de atender o maior numero de espectadores, dando preferencia as áreas carentes e com ausência de atividades culturais.

Os equipamentos culturais do estado, que não são muitos, estão, em sua maioria centralizados na capital. Os demais municípios contam com uma baixa programação cultural, desta forma o Lona de Cultura e Arte é um projeto inovador, pois é uma descentralização da produção cultural para criar uma rede que promova de forma efetiva uma politica de circulação para grupos e artistas e acesso cultural para a população, principalmente jovens de áreas periféricas urbanas, que tem pouco contato com atividades culturais.

 

 

Objetivos

  • Realizar a circulação de espetáculos cênicos, integrados com musica instrumental, contribuindo para a valorização dos grupos e artistas regionais, fortalecimento da identidade cultural local e de politicas publicas que atendam as demandas de democratização e acesso cultural.
  • Criar um circuito de apresentações, num município que não possui equipamentos culturais como teatro e centro cultural, valorizando e aproveitando os artistas locais, bem como a diversidade de publico, propiciando uma integração e popularização do teatro e da dança;
  • Estimular uma maior articulação com o espaço urbano e os diversos grupos artísticos e populares, consolidando-se como uma alternativa forte da politica publica de Cultura em parceria com o governo municipal;
  • Propiciar visibilidade as produções artísticas regionais, estimulando e promovendo a circulação de espetáculos;
  • Formação de novas plateias e reconhecimento de artistas e produtores, fortalecendo a diversidade cultural, gerando um fortalecimento da cadeia criativa cultural estadual e a valorização maior de suas produções, ampliando o mercado de trabalho para artistas e técnicos.

Público e Ações

Moradores do município, estudantes, professores, artistas e produtores culturais

O projeto será realizado numa lona circense com 900 metros de diâmetro, equipada com estrutura de 600 cadeiras, palco, completo sistema de som e iluminação cênica. A circulação do projeto será num período de seis meses, em seis regiões, com programação de dois dias em cada uma, aos sábados e domingos, para possibilitar a participação de toda a população. As apresentações serão diurnas ou noturnas, com quatro horas de programação por dia.

Apresentações gratuitas, para um público esperado de ate 5.000 pessoas, aos sábados e domingos, em cada local a ser definido.

 

 

Compartilhar