fbpx

Compartilhar

Jd Comercial | Associação de Moradores do Jardim Comercial e Adjacências

 

Projeto

Propiciar a criança, ao adolescente e a comunidade como um todo, um espaço de convivência social onde se busca oportunidades de socialização, desenvolvimento das habilidades individuais e coletivas.

Buscar o desenvolvimento da cidadania, autonomia, protagonismo, bem como promoção de atividades lúdicas, de lazer, cultura, ações socioeducativas, cuidados alimentares e de higiene, além de buscar o fortalecimento dos laços familiares e afetivos.

A proposta da organização nasceu em 1981 devido à precária situação socioeconômica da população do entorno, que é na sua maioria subempregada e desempregada, carente de apoio sócio assistencial e de alta vulnerabilidade e risco social e pessoal.

Dar suporte as pessoas que estão em situação de vulnerabilidade e risco pessoal e social, estando sempre à disposição da comunidade e do entorno. Desenvolver trabalhos socioeducativos, de lazer, esporte, moradia, cultura, inclusão social, digital e orientação para inserção de jovens no mercado de trabalho, bem como oferecendo oficinas semi profissionalizantes.

 

 

Sobre Nós

A Associação de Moradores do Jardim Comercial e Adjacências, surgiu da necessidade dos moradores em buscar benfeitorias para a comunidade como água, esgoto, luz, creches, moradia, escolas, entrega de leite, espaço de lazer, cultura e etc.

A proposta da organização nasceu em 1981 devido à precária situação socioeconômica da população do entorno, que é na sua maioria subempregada e desempregada, carente de apoio sócio assistencial e de alta vulnerabilidade e risco social e pessoal.

Outro dado importante está relacionado com a população infanto juvenil que cerca de 74.653 mil, são representadas 49,8% por mulheres. Os jovens da faixa etária de 16 e 17 anos são cerca de 20.984 mil, sendo 51.3% mulheres. A presença de jovens é bastante marcante no território, obedecendo ao padrão existente na periferia paulistana. O Capão Redondo é nesse sentido, segundo o IBGE, o quarto bairro em termos populacionais na faixa etária de 16 a 19 anos na cidade de São Paulo.

Esta comunidade é na sua maioria subempregada ou exerce atividades laborativas sem registro em carteira, isto é, realiza “bico”. O reflexo disso é o alto índice de crianças e adolescentes nas ruas, sendo que frequentemente os pais estão fora o dia todo, deixando-os à maior parte do dia ociosa dando margem para que se entreguem a ocupações mais diversas, entre elas, a prática de delinquência e vícios.

 

 

Centro para Criança e Adolescente do Jardim Comercial

Caracterização do serviço

Visa o desenvolvimento de atividades com crianças e adolescentes  tendo por foco a constituição de espaço de convivência a partir dos interesses, demandas e potencialidade da dessa faixa etária.
As mediações devem ser pautadas em experiências lúdicas, culturais e esportivas como formas de expressão, interação, aprendizagem, sociabilidade e proteção social.
Deve atender crianças e adolescentes com deficiência, retiradas do trabalho infantil e/ou submetidas a outras violações de direitos com atividades que contribuam para re-significar vivências de isolamento, bem como propiciar experiências favorecedoras de sociabilidades e prevenção de situações de risco social.

Caracterização do usuário

Crianças e adolescentes em situação: de trabalho; reconduzidas ao convívio familiar, após medida protetiva de acolhimento; deficiência, beneficiárias ou não do BPC; de famílias beneficiárias de programas de transferência de renda; em situação de vulnerabilidade e risco.

Trabalho oferecido

O serviço visa oferecer proteção básica a crianças e adolescentes, que vivem em situação de risco pessoal e social, residentes nas proximidades do local do serviço como: Jardim Comercial, Jardim Capão Redondo, Jardim do Colégio e Jardim Albana.

 

 

Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – SCFV

Caracterização do serviço

O Centro para Juventude – CJ é uma modalidade que oferece atividades e espaços de convivência e fortalecimento de vínculos da Proteção Social Básica, que se constitui como um espaço de referência para o desenvolvimento de ações socioeducativas que visam assegurar o fortalecimento dos vínculos familiares, bem como o convívio social, grupal e comunitário.

Caracterização do usuário

Adolescentes: fora da escola; egressos do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil; egressos e/ou vinculados a programa de combate à violência e a abuso e a exploração sexual; oriundos de famílias beneficiárias de programa de transferência de renda, em especial aqueles que estão em descumprimento de condicionalidades; com deficiência, beneficiários ou não do BPC; Adolescentes em situação de risco e vulnerabilidade.

Trabalho oferecido

O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – SCFV, na modalidade Centro para Juventude com atendimento para 90 adolescentes e jovens de 15 anos a 17 anos e 11 meses. Localizado no distrito do Capão Redondo e Supervisionado pela SAS Campo Limpo em consonância com a SMADS – Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social traz como objetivos, caracterizações do serviço um espaço de convivência e fortalecimento de vínculos da Proteção Social Básica, se constituindo como um local de referencia para o desenvolvimento de ações socioeducativas que buscam assegurar o fortalecimento dos vínculos familiares e o convívio grupal, comunitário e social.

 

Compartilhar