fbpx

Compartilhar

Instituto do Fígado e Transplantes de Pernambuco

ifpt

O Instituto do Fígado e Transplantes de Pernambuco é uma associação privada sem fins lucrativos com sete anos de atuação na pesquisa, prevenção e tratamento das doenças do aparelho digestivo, principalmente as hepáticas, atendendo exclusivamente a pacientes do SUS – Sistema Único de Saúde. Possui titulo de utilidade pública municipal, estadual e Federal.

O IFP dispõe de toda estrutura para o diagnóstico e tratamento de pacientes portadores de doenças do fígado. Compõe hoje uma das maiores redes de diagnóstico e pesquisa clinica do país na especialidade, o que faz de Pernambuco uma referência em serviços relacionados às doenças hepáticas. O IFP é referência nacional e internacional com ações humanizadas no tratamento, pesquisa e ensino da gastrohepatologia e transplantes

A unidade hospitalar do IFP, Hospital Luiz Felipe Brennand, será o 1º hospital do fígado e transplantes do Brasil com atendimento exclusivo SUS.
Num terreno doado pelo Governo do Estado de Pernambuco localizado na Av. Maurício de Nassau, por trás do Parque de Exposições do Cordeiro, o Hospital do IFP teve sua construção iniciada no ano de 2010 e já conta com a base estrutural finalizada.
Com a conclusão da obra terá área total construída de 27.850 m² e contará com 248 leitos de internação, auditórios, laboratórios, pronto-atendimento, ambulatórios, diagnóstico por imagem, centro cirúrgico de oncologia, UTI, espaço para cuidados psicológicos, nutricional, assistência social, brinquedoteca e contação de histórias e equipe multidisciplinar para tratamento, ensino e pesquisa de doenças gastro- hepáticas e transplantes em diversas especialidades.

fotos instituto do fígado

PROJETO VIVER BEM

Realizar atendimento clínico e diagnóstico especializado as crianças e adolescentes portadoras de doenças hepáticas encaminhadas, exclusivamente, pelo Sistema Único de Saúde, bem como atendimento na área psicossocial, estendendo aos familiares durante o processo de tratamento, fortalecendo os vínculos para melhores resultados no tratamento clínico; Promover capacitação dos agentes de saúde.

Desenvolver ações de orientação junto à população sobre a importância da prevenção e do tratamento adequado a doenças hepáticas.

 

Compartilhar