fbpx

Compartilhar

Referência para 1,2 milhão de pessoas da região nordeste do RS (49 municípios) para atendimentos SUS de urgência/emergência e alta complexidade.

Objetivos

Promover a inclusão social de crianças, adolescentes, jovens e adultos com deficiência, síndromes, transtornos e com dificuldade de aprendizagem.

Oficinas de Intervenção Psicopedagógica

O Centro de Vivências Despertar para Vida atua através de oficinas rotativas, cujos agrupamentos são feitos mediante o nível cognitivo do aluno e não de seu nível de escolaridade ou idade cronológica. Essas oficinas são distribuídas em: Oficina de Ciências Naturais; Ciências Sociais; Linguagem e Comunicação (Apoio fonoaudiológico, Sistema Braile e LIBRAS); Raciocínio Lógico; Psicomotricidade; Atividades na piscina; Desenho e Artes; Música; Informática; Tecnologia; Culinária; Trabalhos Manuais; Atividades extras (excursões, palestras, visitas culturais e afins).

ls-nogueira-prona-centro-despertar-para-vida-cabecalho-valores

Missão

Promover por meio de equipe interdisciplinar, a inclusão social de pessoas com deficiência, síndrome, transtorno, e dificuldade de aprendizagem, através de oficinas direcionadas ao esporte, saúde, cultura, tecnologia e lazer.
ls-nogueira-prona-centro-despertar-para-vida-cabecalho-visao

Visão

Ser uma Instituição de excelência e referência, na habilitação e reabilitação de pessoas com deficiência, síndrome, transtorno e dificuldade de aprendizagem, merecedora de parcerias participativas e patrocinadoras da sociedade em geral.
ls-nogueira-prona-centro-despertar-para-vida-cabecalho-missao

Valores

Ética
Trabalho em equipe
Transparência
Responsabilidade
Valorização do indivíduo
Comprometimento

Atualmente a instituição trabalha com a execução de projetos em benefício desse público. Estabelece número de vagas para um período médio de dois anos. Baseado nesse expediente, Despertar para a Vida atende, em média, 350 pessoas por ano, a partir dos seis anos de idade. Através dos projetos de capacitação, são assistidos crianças, jovens e adultos com síndromes ou deficiências, inclusive de aprendizagem.

Projetos 2018

Este projeto tem por objetivo contribuir junto à escola, para formação social e educacional destes indivíduos. Despertar e motivar adolescentes bem como suas respectivas famílias visando qualidade de vida familiar, educacional e social; trabalhar a autonomia física e potencializar a capacidade psicomotora através da prática esportiva.

Público Alvo: 25 Crianças de 0 a 12 anos, 25 Adolescentes de 10 a 18 anos, 25 Adultos de 18 a 59 anos e 25 Portadores de necessidades especiais.

Lutando pela inclusão

Habilitar e reabilitar a Inclusão de Pessoas com Deficiência

Contribuirá para a formação de profissionais da rede de serviços especializados em saúde mental, que atendam pessoas com deficiência no estado do Espirito Santo. 200 vagas serão disponibilizadas pelo período de seis meses, totalizando 800 vagas em 24 meses de execução do projeto.

Público Alvo: profissionais da rede de saúde mental que trabalham com pessoas com deficiência: Cuidadores, agentes comunitários de saúde, técnicos em enfermagem, equipe dos CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) das respectivas Secretarias Municipais de Saúde, psicólogos, assistentes sociais e gestores que trabalham diretamente com o público específico.

[]
1 Step 1
Quero apoiar esse Projeto!
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right

Compartilhar