Teatro Claro – 80 Doc

Lei de incentivo: PRONAC – Federal

Brain + Solucões Culturais

Local: São Paulo

0
INDICAÇÕES A PRÊMIOS
0
ANOS DE TEATRO CLARO
0
GRANDES ESPETÁCULOS JÁ REALIZADOS
0
% CAPTADO

O Doc.Musical é a experimentação de um novo gênero cênico que une ferramentas do documentário, cinema e teatro musical para contar a história de uma década. Não apresenta a biografia de nenhum artista, porque o olhar está no coletivo, no grupo, numa época, portanto, é de fato, a música a grande protagonista. O Doc. Musical, criado por Frederico Reder e Marcos Nauer, é uma trilogia que estreou com o espetáculo 60 – DÉCADA DE ARROMBA com a cantora Wanderléa, seguiu com 70 – DIVINO MARAVILHOSO com Baby do Brasil e As Frenéticas.

A década de 1980, apesar da inflação descontrolada foi um período de intensa produção artística. Da jovem capital Brasília surgiu o contestador rock da “geração coca-cola” que cresceu durante a ditadura militar e foi buscar na cultura Pop-rock uma alternativa de novos pensamentos sobre o mundo e o país. Com a chegada do videocassete era possível gravar os programas favoritos e assisti-los várias vezes. Na TV brasileira faziam sucesso o seriado Chaves, o humorístico TV Pirata e no dia 30 de junho de 1986 estreava o programa considerado um marco revolucionário na história da televisão brasileira, o Xou da Xuxa.

Os anos 80 foram influenciados pela CULTURA POP dos desenhos animados, da lambada, dos videogames, das revistas em quadrinhos, da literatura mimeógrafo do exagero das roupas coloridas e néon, dos cabelos super volumosos, com cortes em estilo mullet, jeans rasgados e calças de cintura alta e as famosas ombreiras.

No Brasil, assim como a Legião Urbana, outras bandas fizeram sucesso como Blitz, Barão Vermelho, Kid Abelha, Roupa Nova, Paralamas do Sucesso, Capital Inicial, Ira!, Titãs e Ultraje a Rigor. Artistas como Cazuza, Rosana, Luiz Caldas, Simone, Nahim, Byafra, Sarajane, Sylvinho Blau Blau, Tetê Espíndola, Kiko Zambianchi, Ovelha, Sandra de Sá, Marquinhos Moura, Fábio Jr, Leo Jaime, Ritchie e outros agitavam as rádios e pistas de todo o país. Na música internacional Michael Jackson fazia sucesso com o álbum Thriller, Madonna revolucionava o mercado pop, Bon Jovi, Prince, Guns N’ Roses, U2, Iron Maiden e Cyndi Lauper.

No mundo fatos históricos mudaram a narrativa da humanidade como o Atentado contra o Papa João Paulo II, a descoberta da AIDS, a guerra entre Irã e Iraque, o assassinato de John Lennon, o casamento do Príncipe de Gales com Lady Di, Margaret Thatcher se tornando a primeira-ministra do Reino Unido e a Queda do Muro de Berlin marcando o fim da guerra fria. No Brasil acontecimentos marcaram a década como o ‘Movimento Diretas Já’ que pedia a volta das eleições diretas para presidente, o fim do regime militar, a chegada do plano Cruzado, o primeiro Rock in Rio, inauguração do Sambódromo, criação dos Estados de Tocantins, Rondônia, Amapá e Roraima, e a promulgação da Constituição Brasileira.

Colaborando com esse projeto, sua empresa contribui com os seguintes objetivos de desenvolvimento sustentáveis propostos pela ONU:
Clique no botão da lei abaixo para conhecer mais projetos.