Salomé

Lei de incentivo: PRONAC – Federal

AB & Baldi Serviços de Dig. Ltda

Local: São Paulo

0
MESES DE TEMPORADA
0
PESSOAS NO TEATRO FAAP
0
OBRA ESSENCIAL DO ESCRITOR OSCAR WILDE
0
% CAPTADO

“Salomé” é uma das obras mais importantes do autor Oscar Wilde, prestigiado escritor da época vitoriana, o qual expõe uma nova versão para o teatro sobre o mito bíblico da princesa da Judéia. Na visão do autor, a jovem simbolizava a mulher moderna e as aparências da sociedade hipócrita. A pedra angular de toda a obra e vida de Oscar Wilde é a simples supremacia do cotidiano sobre os dogmas cristãos. Sua estética era humana e toda sua filosofia, expressa em seus livros e aforismos, era extremamente irônica e sarcástica. Protagonizada pela atriz Maria Fernanda Cândido, a montagem sugere uma fábula entre o sonho e a realidade, tendo como objetivo revelar a fase simbolista do autor, personificada na lua, trazendo para as cenas contradições entre o ego e o superego concretizados no amor da personagem central que beira o limiar da loucura. A construção cênica é inspirada na obra de Carlos Saura e terá a dança flamenca, em belíssimas coreografias, como fio condutor da narrativa, numa simbiose entre a atriz e os bailarinos, traduzindo e ressaltando a paixão e os sentimentos contraditórios de Salomé.

Oscar Wilde (1854-1900) foi um influente escritor, poeta e dramaturgo britânico de origem irlandesa. Depois de escrever de diferentes formas ao longo da década de 1880, tornou-se um dos dramaturgos mais populares de Londres, em 1890. Hoje ele é lembrado por seus epigramas e peças.

Durante a festa de aniversário de Herodes, a filha de Herodíades (Salomé) apresenta uma dança sensual diante de todos, a qual agrada o rei, que está completamente hipnotizado pela beleza da enteada e nutre por ela desejos inconfessáveis. Herodes, então, para demonstrar sua gratidão, promete-lhe a concessão de qualquer pedido. Salomé, inconformada com o desprezo do profeta João Batista, pelo qual havia se apaixonado, pede ao rei que lhe entregue a cabeça do amado em uma bandeja de prata. Herodes fica triste e teme pelas consequências desse assassinato, devido à popularidade de João Batista junto ao povo. Mas, diante de seu juramento na frente de seus convidados, ordena aos guardas que atendam ao pedido da jovem e manda cortar a cabeça do profeta. De posse da cabeça do homem que tanto a rejeitou, Salomé finalmente beija a boca de João Batista consumando seu amor ao mesmo tempo em que satisfaz seu desejo de vingança por ter sido ignorada.

Colaborando com esse projeto, sua empresa contribui com os seguintes objetivos de desenvolvimento sustentáveis propostos pela ONU:
Clique no botão da lei abaixo para conhecer mais projetos.