fbpx

Clube de Leitura Digital da 3ª Idade - LS Nogueira

Compartilhar

Clube de Leitura Digital da 3ª Idade

Itinerante – São Paulo

O projeto transforma de 8 a 12 idosos em um Clube de Leitura Digital que utiliza tablets para lerem 5.000 obras de ficção e não ficção, de autores clássicos e contemporâneos, inclusive best sellers e lançamentos recentes. Eles se reúnem uma vez por semana para ler e falar sobre o livro e tem a duração de 3 horas.

 

Todo o acervo com leitor de voz + Todo acervo em Libras = Maior acessibilidade

 

Este contato com a tecnologia agrega à melhor idade o prazer do aprendizado em celulares, computadores e o próprio tablet que utilizam nos encontros. Na dinâmica dos encontros eles tem a oportunidade de trocar experiências com a leitura e também de relatar sobre a própria história de vida.

As barreiras que dificultam a inclusão digital dos idosos são diversas. Algumas das dificuldades encontradas referem-se aos declínios sensoriais, motores, físicos decorrentes do avanço da idade.

Sendo que a difusão de novas tecnologias tem exigido dos idosos um aprendizado contínuo, para que os mesmos possam interagir de forma autônoma com os aparatos tecnológicos. Propõe-se observar a necessidade de desenvolver e oportunizar formas alternativas de acesso às novas tecnologias para o público idoso.

Os Clube de Leitura Digital serão criados e funcionarão em locais como centros sociais e comunitários, postos de saúde, bibliotecas, associações de bairro, ONGs, instituições e locais de convivência de idosos.

 

Cada cidade beneficiada terá uma biblioteca digital
(com 11 tablets cada uma) e terá 5 clubes de leitura

 

O projeto adota como metodologia a Biblioterapia, uma ciência criada nos EUA, no início do século 20, para tratar os feridos da 1ª Guerra Mundial. Ela é empregada com sucesso, atualmente, nos serviços públicos de países do Primeiro Mundo por ser uma ação eficaz e econômica, com resultados rápidos e comprovados cientificamente.

Mais de 400 obras são recomendadas na Biblioterapia para ajudar os pacientes a tratar males que vão desde o abandono ou a solidão até a depressão ou o alcoolismo, passando por sintomas como ansiedade, impaciência e individualismo, entre tantos outros.

Serão beneficiados homens e mulheres acima de 60 anos nos seguintes municípios paulistas: Araçatuba, Araraquara, Bauru, Campinas, Diadema, Franca, Guarulhos, Hortolândia, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santo André, Santos, São Carlos, São Caetano do Sul, São José do Rio Preto, São José dos Campos, Sertãozinho, Sorocaba e Suzano.

 

A Fundação já implantou 600 bibliotecas digitais em 572 municípios.

[]
1 Step 1
Quero apoiar esse Projeto!
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right

Noticias do Projeto

[]
1 Step 1
Quero apoiar esse Projeto!
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right