fbpx

Clínica de Voleibol para Surdos - LS Nogueira

Compartilhar

Clínica de Voleibol para Surdos

São Paulo

Plano-Comercial-Clinicas-de-Voleibol-para-Surdos-III-1

 

O PROJETO

As clínicas funcionam de final de semana (um por cidade). As atividades acontecem sempre aos sábados pela manhã e tarde e aos domingos pela manhã. Durante estas atividades os alunos recebem noções e fundamentos básicos do Voleibol.

Atualmente as clínicas não são exclusivas apenas para Surdos, mas sim inclusivas onde temos surdos e ouvintes participando das mesmas atividades. No entanto, a maioria tem a deficiência e é de diversas faixas etárias e classes sociais.

O treinamento é igual a qualquer outro de equipe de voleibol, com a diferença que durante as atividades temos um intérprete de libras contratado para o projeto e que auxilia os membros da área técnica.

Nosso objetivo não é torna-los profissionais, embora  alguns já foram descobertos e fizeram parte da SELEÇÃO BRASILEIRA DE VOLEIBOL DE SURDOS. Mas a principal meta é realmente a inclusão e sociabilização.

 

 

XANDÓ – Um lance a frente

Temos o Coordenador Técnico, que é o ídolo da Seleção de Prata do Voleibol. Com Xandó, ministram as clínicas os demais membros da comissão técnica da Seleção Brasileira de Voleibol de Surdos: Alex e Rubinho.

Como atleta, além da Medalha de Prata nas Olimpíadas de Los Angeles, Xandó é Bi Campeão Mundial, Campeão Panamericano, Penta Campeão Sulamericano e foi o primeiro brasileiro eleito em 1981 como melhor jogador do Mundo.

O trabalho que Xandó vem realizando a frente do voleibol de surdos, descobrindo talentos e treinando a seleção de vôlei, já rendeu os títulos de Campeão Sulamericano, Campeão Panamericano e a 4ª colocação Mundial.

 

Plano-Comercial-Clinicas-de-Voleibol-para-Surdos-III-2