Circuito Rodeios pelo Sul

Lei de incentivo: PRONAC – Federal

MATRIX PRODUTORA

Local: Rio Grande do Sul

0
CLUBES DE LAÇO AFILIADOS
0
MIL FESTAS DE PEÃO PELO BRASIL
0
ANOS IDADE MAXIMA
0
% CAPTADO

Federação Gaúcha de Laço – FGL, entidade fundada em 11 de junho de 2013 sem fins lucrativos, tem como objetivo fomentar, organizar e realizar a prática do laço no Estado do Rio Grande do Sul. A atual diretoria tem como propósito elevar o esporte de laço ao patamar de maior esporte praticado em nosso Estado, tem sua sede na cidade de Esteio, junto ao Parque de Exposições no Estado do Rio Grande do Sul.

Atualmente contando com mais de 120 clubes de laço filiados, que ao todo possuem aproximadamente vinte e cinco mil associados, todos praticantes ou simpatizantes da modalidade esportiva que mais cresce no País o Laço a Cavalo.

Nossos objetivos gerais são realizar a Programação Artística e Cultural com a apresentação de grupos folclóricos de dança, teatro e músicas instrumentais e orquestras, Instalação das Estruturas para as Feiras de Artesanato e Gastronomia, a fim de estimular a cultura e o turismo local de seis cidades que compõem o Circuito Rodeios pelo Sul.


Dados do segmento:  Rodeios movimentam no Brasil aproximadamente R$ 2 Bilhões por ano, o mercado de rodeios brasileiro conta com aproximadamente 1,2 mil festas de peão por todo território. Além de ser considerada uma prática lucrativa, o Rodeio é uma tradição forte no Rio Grande do Sul. É o momento de confraternização, que reúne famílias e amigos.

 

Os objetivos específicos são:

  • Contratar sempre em cada atividade uma Orquestra Sinfônica, dois Músicos/Gaiteiros, três Bandas de Música Instrumental para compor a Programação Artística e Cultural dos Eventos;
  • Contratar a infraestrutura de sonorização, iluminação, cadeiras, gerador, toldos, pirâmides e outras para a realização das apresentações artísticas e culturais do Circuito;
  • Criar espaços para mostras de expositores, artesões locais, sempre ligados a cultura do município, bem como ainda o espaço gastronômico do Circuito;
  • Confeccionar e Distribuir material de divulgação e promoção do evento.

O público alvo do circuito é principalmente produtores rurais e agropecuaristas, além de contar com a presença do público urbano e simpatizantes da cultura gaúcha, tendo como estimativa um público-alvo de 150.000 pessoas.

Colaborando com esse projeto, sua empresa contribui com os seguintes objetivos de desenvolvimento sustentáveis propostos pela ONU: