A luta do HCB para salvar vidas no Tocantins

No estado, a unidade terá a capacidade para atender gratuitamente cerca de 25 mil pacientes por ano.

Direção do Hospital de Câncer de Barretos está buscando os recursos necessários para a instalação da nova unidade em Palmas, no Tocantins. Além de questões políticas, grande parte da verba terá de vir de doações.

As obras já estão autorizadas. O terreno, cedido pelo governo e prefeitura locais, tem uma área de 80 mil m2 e a primeira fase da construção deverá custar cerca de R$ 15 milhões de reais, com início previsto para setembro próximo.

De acordo com o projeto, serão três pavilhões com ambulatórios e setores de quimioterapia e radioterapia.

O diretor do hospital, Henrique Prata, disse que o que motiva a abertura da unidade é diminuir as distâncias para aqueles que sofrem com a doença e com o tratamento distante. “É melhor Barretos vir para cá com um centro moderno, avançado e tratar com o mesmo protocolo, começo, meio e fim”.

No entanto, Henrique Prata está enfrentando em Tocantins dificuldade para oferecer o tratamento digno a todos os pacientes da região, assim que a unidade ficar pronta.

O diretor do HCB explica o problema nessa reportagem:

Compartilhar