fbpx

Líderes empresariais e as causas sociais - LS Nogueira

Compartilhar

LS News / Notícias

Líderes empresariais e as causas sociais

Pouca gente sabe, mas existe participação ativa de líderes empresariais em programas sociais no Brasil. Muitos dirigentes de grandes empresas, enquanto cidadãos comuns, são voluntários e ajudam instituições.

Assim como acontece com o apoio pelas Leis de Incentivo Fiscal, a faixa mais carente da população brasileira é diretamente beneficiada por essas ações individuais. Conscientes do pouco retorno da pesada carga tributária que pagamentos, essas iniciativas podem ser ampliadas, doando parte dos impostos para saúde, cultura, esporte, inclusão, entre outras áreas.

Confira agora trechos da entrevista do presidente da Whirlpool América Latina, João Carlos Brega, multinacional dona das marcas Brastemp e Consul à UOL LÍDERES (site UOL – Economia)

 

“É óbvio que precisamos [dos programas sociais]. Eu faço atividade pró-bono [sem remuneração], participo e vejo. Contribuo com instituições, eu vejo trabalho voluntário. É necessário. O governo precisa cuidar, de novo, de educação, de saúde, precisa propiciar infraestrutura como transporte. É papel do governo, deve fazer isso, mas deve fazer regulando….”

“No Brasil, taxamos qualquer coisa. Respirou, paga imposto. A primeira coisa: a burocracia faz isso. A segunda é o tamanho da carga fiscal: 35%, 37%, com uma ineficiência brutal. O governo participa da economia em mais de 40% porque é 37% de carga fiscal mais o déficit de 5%. É um absurdo, temos que mudar….”