fbpx

Hospital de Amor – Sucesso também na prevenção do câncer de mama -

Compartilhar

Hospital de câncer de Barretos / Lei do Câncer - PRONON / LS News / Notícias

Hospital de Amor – Sucesso também na prevenção do câncer de mama

Hospital de Amor – Sucesso também na prevenção do câncer de mama

As ações realizadas pelo Hospital de Barretos em todo o Brasil para combater ao câncer de mama vão além da Campanha “Outubro Rosa”. Já são milhares de procedimentos praticados nos lugares mais distantes do país que proporcionaram diagnóstico precoce, tratamento rápido e todas as chances de cura.

No Hospital de Amor, o destaque fica para o trabalho das unidades móveis, equipadas com aparelhos e profissionais especializados que chegam até mulheres que nunca realizaram os exames preventivos. São 18 unidades moveis e mais de 160 mil quilômetros percorridos. Trata-se de uma iniciativa pioneira na América Latina que faz o rastreamento do câncer de mama, colo do útero, próstata e câncer de pele.

 

Você sabia que, com sua ajuda, o câncer de mama tem até 95% de chances de cura?
Apoie projetos voltados à prevenção e tratamento da doença.

 

É o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele não melanoma, respondendo por cerca de 28% dos casos novos a cada ano. O câncer de mama também acomete homens, porém é raro, representando apenas 1% do total de casos da doença.

Relativamente raro antes dos 35 anos, acima desta idade sua incidência cresce progressivamente, especialmente após os 50 anos. Estatísticas indicam aumento da sua incidência tanto nos países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento. Segundo o INCA, a estimativa é de 59.700 novos casos em 2018, com mais de 14.000 mortes pela doença. Quando diagnosticada precocemente, a chance de cura é de 95%.

Durante 14 anos de estudos, a equipe médica do Hospital do Câncer de Barretos (SP) constatou que a taxa de mortalidade caiu entre os anos de 2000 e 2014, e o número de casos diagnosticados precocemente subiu de 1,55 para 13,52 – em grupos de 100 mil pessoas.

 

Entenda como apoiar a luta contra o câncer:

Compartilhar