Governo Federal prorrogou até 2024 os benefícios fiscais na Lei do Audiovisual

 

O Governo Federal prorrogou até 2024 os benefícios fiscais previstos na Lei do Audiovisual, um mecanismo de incentivo ao cinema brasileiro.

A Lei do Audiovisual permite que pessoas físicas e empresas possam deduzir do imposto de renda valores aplicados no financiamento de projetos de produções, como filmes e séries aprovados pela Ancine. Para empresas, a dedução prevista é de até 4%. Para pessoas físicas, de até 6%.

Em troca, o patrocinador consegue um retorno financeiro de 25% sobre o valor investido e pode associar sua imagem ao produto resultante do projeto fomentado. O audiovisual movimenta mais de R$ 20 bilhões e gera 300 mil empregos diretos e indireto.

É inegável que os mecanismos de incentivo contribuíram enormemente para a evolução e a modernização da indústria audiovisual brasileira e a LS Nogueira é uma das agências pioneiras em prestação de serviços para empresas que queiram utilizar os incentivos fiscais, atuando há 20 anos no mercado.

 

Confira a publicação completa clicando aqui

 

Clique aqui e veja a lei na íntegra

 

 

Compartilhar