Lei do Audiovisual

Congresso Nacional aprova a prorrogação da Lei do Audiovisual até 2019

FESTA NO CINEMA BRASILEIRO! Depois de muita expectativa e apreensão, deputados e senadores derrubaram o veto presidencial que impedia a continuidade da Lei, fundamental para o fomento à cultura, ao cinema brasileiro e à economia criativa do país. Com essa prorrogação, será possível manter o alto nível de nossas produções que já têm alcançado recordes de bilheteria (“Tropa de Elite” e “Minha Mãe é Uma Peça” estão entre os filmes que tiveram recursos captados). A Lei do Audiovisual permite ao contribuinte (pessoa física ou jurídica) que aplique parte do Imposto de Renda nessas produções. Os resultados são surpreendentes, não somente para o investidor, mas para toda a economia brasileira, com participação de cerca de 10%. Os números confirmam: São mais de R$ 20 bilhões gerados por ano. R$ 6,6...

A Menina Índigo | Making Of

Estreia mais uma superprodução da Lei do Audiovisual “A Menina Índigo” entra em cartaz neste Dia das Crianças com o apoio da LS Nogueira

Pré-Estréia | A Menina Índigo

Murilo Rosa diz à LS Nogueira: “Não existe cultura brasileira sem a Lei de Incentivo”. O ator de tantas produções de sucesso esteve na pré-estreia do filme “A Menina Índigo” patrocinado pela Lei do Audiovisual, através da LS Nogueira. O protagonista afirmou que sem o apoio a cultura, em todas as suas modalidades, o país se torna ainda mais pobre. “Precisamos das leis de incentivo à cultura (Audiovisual, Rouanet e PROAC) com a devida fiscalização necessária. Não há razão para as empresas não participarem doando parte dos impostos. Além de não ter custo nenhum, elas ainda têm retorno de marca e visibilidade”, explica o ator. Murilo Rosa é Ricardo, um jornalista, pai da pequena Sofia (Letícia Braga), que, ao lado da ex-mulher Luciana (Fernanda Machado) tentam lidar com o comportamento especia...

19 de junho, Dia do Cinema Brasileiro

No dia 19 de junho é celebrado o Dia do Cinema Brasileiro. A data tem como objetivo dar visibilidade a sétima arte produzida no Brasil e marca  o dia em que foram gravadas as primeiras imagens em movimento no Brasil por Afonso Segreto, ítalo-brasileiro e considerado o primeiro cinegrafista e diretor do país. Em 20 de julho de 1993, o então presidente Itamar Franco, assina a Lei 8.685 – a chamada Lei do Audiovisual – possibilitando o investimento na produção e coprodução de obras cinematográficas. O audiovisual é uma das maiores potências de cultura e economia de um país. No Brasil, o setor possui um PIB maior do que o da indústria farmacêutica e automobilística. Movimenta mais de R$20 bilhões, gera 300 mil empregos diretos e indiretos, e que a cada R$1 investido, temos um retorno de R$ 2,6...

  • 1
  • 2